Ungulani Ba Ka Khosa publica dois livros sobre Ngungunhane

Gungunhana é o título da mais recente obra literária do escritor moçambicano, Ungulani Ba Ka Khosa, que sai sob a chancela da Porto Editora, a ser lançada na próxima quinta-feira, dia 15 de Fevereiro, em Maputo, cuja apresentação será feita pelo escritor Marcelo Panguana.

Gungunhana é o seu segundo livro dedicado ao reinado de Ngungunhane, imperador do Reino de Gaza ao longo da segunda metade do século XIX, sendo esse o último império a resistir às acções colonizadoras de Portugal no período. Gungunhana reúne dois livros deste renomado escritor moçambicano (o emblemático Ualalapi, um dos cem melhores livros africanos do século XX e o novíssimo romance As Mulheres de Ngungunhane).

Neste romance, procura-se recuperar uma parcela da história de Moçambique: o reinado de Ngungunhane e concretamente o declínio e queda do Império de Gaza, materializado na captura e partida do imperador para Portugal, cenas com as quais encerra a narrativa.

A valorização da tradição e a fundamentação do tratamento historiográfico da figura de Ngungunhane, a partir dos dados da oralidade, interliga-se estruturalmente com a presença, explícita nuns casos e implícita noutros, de modelos literários ocidentais.

Fátima Mendonça, lembra que, os numerosos estudos dedicados a esta obra têm destacado o seu carácter anti-épico e questionador da História. Ana Mafalda Leite formula esta questão argumentando tratar-se da desmitificação da história de Ngungunhane, fornecida quer pela corrente colonial, quer pela revolucionária pós- independência, o que ´´convida a reflectir pela validade de uma e outra, das fontes escritas e orais, e daquelas que o narrador convoca no seu próprio discurso.´´(Leite, 1998:87-88). Alfredo Langa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *