ONU: comentários de Trump sobre imigração são “racistas” e “chocantes”

O departamento de Direitos Humanos das Nações Unidas reagiu esta sexta-feira aos comentários de Donald Trump, que terá dito em reunião com deputados norte-americanos que El Salvador, Haiti e várias nações africanas são "países de merda" e que preferiria abrir as portas dos EUA a imigrantes de países como a Noruega, por exemplo.

A ONU considera que os comentários do presidente norte-americano, se confirmados, foram "racistas", "chocantes" e "vergonhosos". "Não há outra palavra que possamos usar a não ser racista", disse o porta-voz para os Direitos Humanos da ONU, Rupert Colville, numa conferência de imprensa em Genebra. "Não se pode desconsiderar países inteiros e continentes como países de merda e cujas populações, que não são brancas, em consequência deixam de ser bem-vindas", assinalou o porta-voz.

O mesmo responsável acrescentou que os comentários de Trump poderiam colocar vidas em perigo, por incentivarem a xenofobia. "Torna legítimo transformar as pessoas em alvos só por serem quem são". E referiu: "Não se trata apenas de linguagem vulgar, trata-se de abrir a porta ao pior lado da humanidade".

Colville disse ainda que as declarações do presidente "vão contra os valores universais que o mundo se tem esforçado por estabelecer desde a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto". DN

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *