Empresário americano propõem recuperar EMATUM

 O empresário norte-americano Erik Prince, presidente da empresa com sede em Hong Kong Frontier Services Group, anunciou quarta-feira em Maputo o estabelecimento de uma parceria com o governo de Moçambique para recuperar a Empresa Moçambicana de Atum (Ematum), de acordo com a imprensa moçambicana.

“Estamos aqui para finalizar os pormenores da parceria com o governo moçambicano para aumentar a capacidade pesqueira do país, sendo o nosso primeiro foco a Ematum, indo nós contribuir com formação e com alterações na estrutura logística da empresa a fim de que Moçambique fique ligado ao mercado internacional de pescado”, disse Prince, citado pelo jornal moçambicano O País.

O empresário, que foi o fundador da Blackwater Security, empresa de prestação de serviços de segurança com actuação no Iraque, disse que a sua empresa vai igualmente intervir no sentido de melhorar a protecção dos recursos marinhos moçambicanos contra a actividade dos pesqueiros ilegais.

“Sabemos que há muita pesca ilegal e esperamos ajudar a melhorar a capacidade de Moçambique na protecção do seu pescado. Temos acordos nesse sentido, mas os pormenores. Iremos também olhar para outras áreas de investimento em Moçambique», acrescentou.

A Empresa Moçambicana de Atum foi constituída em 2013 para explorar o atum existente nas águas territoriais do país.

A Ematum contraiu um empréstimo com o aval do Estado no montante de 850 milhões de dólares, tendo parte do dinheiro sido gasto na compra a um estaleiro naval francês de navios de pesca e de vigilância marítima bem como na compra de equipamento militar.